Siga-nos:

8 dicas para recuperar da fadiga espiritual

 
Saúde & Bem-estar

8 dicas para recuperar da fadiga espiritual

Mulher a relaxar e meditar

Há momentos em que a vida anda tão depressa que nos custa a acompanhá-la – os deveres pessoais e profissionais, os problemas e muitos outros obstáculos diários podem deixar-nos sem inspiração ou motivação. Sentimo-nos exaustas, sem alegria, irritadas e até ansiosas: isto significa que pode estar a sofrer de fadiga espiritual. Não se trata apenas de cansaço físico, porque a sua alma também pode estar esgotada. A fadiga espiritual é um sinal claro que nos separamos de quem e daquilo que somos e é preciso voltar a estabelecer essa ligação. 8 passos para atingir o seu estado zen...

  1. Descanse o corpo. Quando nos sentimos exaustas, temos a sensação que conseguiríamos dormir durante uma semana seguida, no entanto, na hora de encostar a cabeça à almofada damos voltas e voltas na cama, espantando o sono que desesperadamente ansiamos. A existência de fadiga espiritual alerta-nos para o facto de que talvez não precisamos tanto de sono, mas sim de descanso – necessitamos descansar o corpo, mas também a mente. Uma das formas de conseguir isto é através dos power naps – pequenas sestas que muitos estudiosos já apontam como sendo mais rejuvenescedoras do que uma noite inteira a dormir. Deite-se num local sossegado e confortável, tapando-se para não ter frio e programe o alarme para que não durma mais de 30 minutos. Deixe-se ir… pode ainda experimentar ouvir um CD de música calma, instrumental ou até mesmo aqueles CDs com o som do mar ou de outros ambientes tranquilos, para conseguir um momento de relaxamento total.
  2. Encontre a sua paz de mente. Quando a nossa mente está descansada, sentimo-nos em paz, mas este estado zen nem sempre é fácil alcançar uma vez que estamos rodeados de coisas que inquietam a mente, colocando-a a fervilhar de ideias, pensamentos e afazeres. Existem 3 coisas simples que podem ser feitas com o objectivo de encontrar a paz de mente: passe um dia inteiro sem jornais, revistas, livros, telefone, TV e Internet – desligue-se por completo; passe um dia inteiro longe de pessoas “tóxicas”, aquelas que agitam a sua vida, mas de forma negativa; dedique-se à meditação, bastam alguns minutos diários para colocar corpo, mente e alma em harmonia.
  3. Rodeie-se de silêncio. O ruído é um factor chave do stress e quem vive em cidades cosmopolitas está constantemente bombardeada com barulho, ao qual adicionamos ainda o do rádio, televisão, telemóveis, MP3, pessoas ao nosso lado e por aí fora. Embora seja bom estarmos rodeadas de vida e das coisas que realmente apreciamos, esquecemo-nos que o silêncio é igualmente fundamental. O silêncio ajuda-nos a descansar o corpo e a encontrar a paz de mente. Algumas formas simples de encontrar um pouco de silêncio diário incluem: eliminar qualquer ruído de fundo, ou seja, experimente preparar o jantar sem a TV ligada; evitar ver TV todas as noites durante horas a fio; falar apenas quando necessita, trocando as palavras por um sorriso.
  4. Ria-se. Há uma eternidade que se diz que “rir é o melhor remédio”, por isso, no meio da sua agenda atarefada, encontre sempre tempo para rir – com os amigos, a família, o companheiro e até de si própria. Uma boa gargalhada é uma das melhores formas de dissipar a tensão, reduzir o stress e ser feliz… para além disso é contagioso!
  5. Reencontre-se com a Mãe Natureza. Há quanto tempo não passeia ao ar livre, sem ver montras? Fazer uma caminhada no meio da natureza – seja no campo ou à beira-mar – é uma excelente forma de curar a fadiga espiritual, de reflectir sobre a vida, onde estamos e para onde queremos ir – acima de tudo, para nos voltarmos a encontrar.
  6. Aproveite os momentos parados. Da próxima vez que estiver presa no trânsito ou tiver uma espera demorada no consultório do médico ou de outro compromisso, em vez de perder a paciência e começar a fumegar, aproveite esse momento inesperado para relaxar e transforme-o no seu momento zen. Feche os olhos e bloqueie todo o ruído à sua volta, faça um power nap ou medite. Se deixarmos o nosso corpo descansar e a nossa mente sossegar, é fácil recuperar da fadiga espiritual… e a verdade é que todos os momentos contam.
  7. Mime-se com rituais pessoais. Cada vez temos menos tempo para os pequenos prazeres da vida e até nos esquecemos deles por completo, mas a verdade é que são o tónico ideal para dissipar a fadiga espiritual. Faça questão de encontrar tempo para fazer aquilo que gosta, seja uma corrida matinal, um banho de espuma semanal, saborear um copo de vinho no final do dia, agendar uma massagem, ir para a cama cedo com uma chávena de chá e um bom livro – não há melhor forma de nos mimar e de sossegar os espíritos mais inquietos.
  8. O poder do toque humano. Até aqui concentramo-nos no eu e na importância que é desligarmo-nos do mundo de vez em quando. No entanto, uma coisa da qual não nos podemos desligar é do contacto físico e do prazer e bem-estar que só o toque humano consegue emanar – é uma necessidade básica de todos os seres humanos. Estar de mão dada com a sua cara-metade, dar um abraço forte à sua mãe ou melhor amiga lembra-nos quais são as coisas realmente importantes na vida.
Comentários (0)