Siga-nos:

Ataque à acne!

 
Saúde & Bem-estar

Ataque à acne!

Pele sem acne

A acne é um dos piores pesadelos que as mulheres enfrentam, diariamente, ao espelho. O que parecia ser apenas uma fase passageira, vivida na adolescência, passou a acompanhar as mulheres até idades cada vez mais tardias. Felizmente, a acne deixou de ser um mistério, podendo hoje ser facilmente ultrapassada e até prevenida. Está declarada a guerra às borbulhas!

O que é e como ataca?

  • A palavra acne refere-se à inflamação dos folículos pilosos e das glândulas sebáceas da pele. Uma borbulha nasce porque as nossas glândulas sebáceas produzem oleosidade, o que obstrui os poros, criando, por sua vez, infecção e espinhas. São vários os instigadores que podem despoletar o aparecimento (horrífico!) de uma borbulha ou duas ou até de uma família inteira. As razões podem ser hormonais, genéticas, alimentares, ambientais ou alérgicas, entre outras.
  • Afectando principalmente a zona do queixo, maxilar, zona das têmporas e a zona T, o primeiro nível da acne (ou seja a forma menos grave) são os pontos negros, seguindo-se os pontos brancos, pápulas, espinhas, nódulos e quistos, o último e pior tipo de acne, como os próprios nomes vão denunciando.
  • As estatísticas dizem-nos que a acne afecta 75 a 95% dos jovens com idades entre os 13 e os 18 anos, 8% das pessoas da faixa etária dos 25 aos 34 anos, e 3% dos adultos com idades compreendidas entre os 35 e os 44 anos. Apesar de afectar o sexo masculino de forma mais grave, a acne é mais constante no caso do sexo feminino.

 Remédios santos, remédios caseiros

  • Se não tiver um ritual de beleza, pode ser uma das razões por de trás da acne, isto porque a pele dos nossos rostos requer cuidados específicos e diários para se manter sempre resplandecente. No entanto, não abuse! A cara não deve ser lavada com água quente, nem esfregada, nem seca bruscamente. Todos os gestos devem ser gentis para não causar irritações que podem transformar-se em borbulhas.
  • Leia os rótulos e compre apenas produtos adequados ao seu tipo de pele, de preferência cremes, tónicos e gels compostos à base de água (os designados oil free). Adquira ainda um bom exfoliante para aplicar uma vez por semana. Com uma rotina certeira, uma pele bem tratada e hidratada, as suas glândulas vão produzir menos sebo e o resultado será menos acne!
  • Esteja igualmente atenta quando escolher maquilhagem e prefira sempre a base em pó, porque é menos irritante. Nunca vá dormir sem se desmaquilhar, mantenha os seus pincéis e outros aplicadores impecavelmente limpos e não utilize produtos que estejam abertos há mais de um ano.
  • De vez em quando, mime-se com uma boa limpeza de pele ou spa facial para purificar cada centímetro do seu rosto, afugentando invasores inconvenientes.
  • Se quiser dar uma folga aos produtos cosméticos ou dermatológicos e experimentar algumas dicas caseiras, fique a saber que pode confeccionar as suas próprias máscaras, 100% naturais, com recurso a produtos que tem no frigorífico ou na despensa. Falamos do tomate que, esmagado ou cortado e colocado alguns minutos sobre a zona afectada, pode fazer maravilhas às peles oleosas e com tendência para borbulhas, graças aos seus poderes ácidos e anti-oleosidade.
  • Pode ainda experimentar uma máscara composta por maçã esmagada e misturada com duas colheres de mel, para uma rápida secagem de borbulhas, uma pele menos oleosa e mais luminosa! A aplicação de algumas gotas de azeite directamente nas espinhas é um tratamento igualmente poderoso e para fazer antes de se deitar, para poder actuar durante a noite.
  • Se dizem para não espremer borbulhas por algum motivo é (e não é porque querem que fique super feia!)… a verdade é que embora possa parecer que esteja a eliminá-las, no fundo e precisamente porque está a mexer, pode piorar a infecção, fazendo com que esta volte, muito pior ou (pior ainda!) acompanhada! Para além disso, pode deixar marcas e cicatrizes… para sempre. Recorrendo a uma boa dose de paciência, deixe as borbulhas secar e desaparecerem por si!

Aliados

  • Para um rosto de bebé, o tratamento mais eficaz é aquele que vai de dentro para fora. A começar por uma alimentação equilibrada e o consumo de muita água, passando por um regime de exercício regular e contínuo – é tudo benéfico para a pele, ou seja, contra a acne.
  • Esteja atenta a alimentos que possam estar a causar essa invasão indesejada de borbulhinhas (os culpados já são mais que conhecidos – chocolate, azeitonas, nozes e amendoins), evitando o seu consumo para tirar conclusões reais sobre a sua teoria.
  • Com a toma da pílula a ser iniciada cada vez mais cedo, as mulheres controlam melhor e muitas vezes até “saltam” a fase das borbulhas na adolescência, só para serem surpreendidas com acne já na idade adulta, quando deixam de tomar os contraceptivos porque querem engravidar ou por outro motivo qualquer. Para não sofrer uma “emboscada” indesejada, faça sempre as paragens recomendadas da pílula.  

Inimigos

  • Os factores emocionais e o stress são dois dos grandes culpados da acne, simplesmente porque a libertação de adrenalina piora, automaticamente, as tão indesejáveis borbulhas. O mesmo se pode dizer das alterações hormonais estando a menstruação, ou melhor, os dias que a antecedem, largamente associados ao aparecimento ou agravamento da acne.
  • Apagar o cigarro pode beneficiar não só a sua saúde geral, mas melhorar a sua pele, os seus poros e consequentemente evitar a já denominada “acne dos fumadores”. Uma acne não inflamatória, composta por borbulhas, pontos negros e micro-quistos que, afectando as bochechas e a testa, atinge mulheres com idades compreendidas entre os 25 e os 50 anos. Mas há mais – quem fuma ou começa a fumar na adolescência terá maior probabilidade (até 4 vezes mais!) de ter a acne como companhia ao longo de toda a idade adulta.
  • A exposição excessiva à poluição, ao sol e até aos ares condicionados, podem contribuir para a produção de sebo, ou seja para o ataque das borbulhas!
  • As noites mal (ou pouco) dormidas também têm a sua quota-parte de culpa na proliferação de borbulhas e espinhas… não é por acaso que lhe chamam sono de beleza!

Quando a guerra não acaba

  • Se, mesmo face a todos os seus bons comportamentos, as borbulhas persistirem ou piorarem, consulte um dermatologista. É importante um acompanhamento médico em casos graves, sendo que o ideal é prevenir antes que a acne se torne, para além de um problema de pele, um problema psicológico e emocional que infelizmente pode desencadear depressões, níveis baixos de auto-estima e autoconfiança ou mesmo fobia social.
  • Existem tratamentos cada vez mais intensivos, precisos e eficazes contra a acne, seja na puberdade, seja na idade adulta, e que vão desde medicamentos tópicos e orais, a peelings e tratamentos laser.
Comentários (0)