Siga-nos:

Como combater a rotina numa relação

 
Sexo & Amor

Como combater a rotina numa relação

namorados

Mais cedo ou mais tarde acontece a todos os casais: a rotina instala-se e longe vão os dias apaixonantes em que não havia tempo suficiente para fazerem e dizerem tudo o que queriam. Agora, encontram-se no final do dia, em cima do sofá, em frente à televisão, onde jantam e acabam por adormecer… se este é um cenário familiar, continue a ler e saia já dessa rotina.

O ser humano – mulheres e homens – foi feito para criar e manter rotinas, é uma forma inteligente de organização e um bem necessário para o nosso quotidiano. Porém, deixa de ser tão essencial quando se trata de relacionamentos. Embora um pouco de rotina nos traga conforto e segurança, há que estar atenta porque quando em demasia pode comprometer a saúde da relação. E quanto mais longa for a relação, maior a tendência para estarem confortáveis. Ou seja, quando uma relação vai de escaldante a tépida, a culpa pode muito bem ser da rotina e há que transformar o previsível em espontâneo. Precisa apenas de uma boa dose de energia, criatividade e motivação –experimente algumas das seguintes sugestões, dê umas férias à rotina e devolva um pouco de magia aos momentos que passa a dois.

Saiam sozinhos. Sim, deixe-o em casa uma vez por semana e saia com as amigas para jantar, ir ao cinema ou simplesmente tomar um café. Em alternativa, faça algo que sabe que ele não gosta (e que talvez tenha deixado de fazer por isso mesmo) como ir ao ginásio, ao spa ou ver montras. Encoraja-o a fazer o mesmo com os amigos dele. Para além de saírem da rotina, vão ter coisas para contarem e, a melhor parte – saudades um do outro! Há quanto tempo na tem saudades da sua cara-metade?

Inscrevam-se num curso. Querem melhor quebra-rotina do que participarem num curso ou workshop em conjunto? As possibilidades são mais do que muitas: danças de salão, arte, línguas, curso de vinhos ou de culinária, pára-quedismo, jardinagem, clube de leitura… Se não conseguirem decidir, escrevam todas as possíveis hipóteses em pequenos papéis, coloquem-nos num cesto, tirem um à sorte e inscrevam-se nesse mesmo! Não vale fazer batota, o desafio é mesmo esse e não há forma mais eficaz de combater a rotina do que fazer algo inesperado. Repitam várias vezes ao ano ou sempre que sentirem a necessidade de fazer uma coisa nova.

Noite surpresa. Determinam um dia por semana e baptizam-no de “noite surpresa” ou qualquer outra coisa, sendo que a ideia é cada um ter de preparar uma surpresa para o outro e podem alternar cada semana. Pode ser um jantar romântico em casa ou num restaurante noutra cidade onde vão encontrar amigos que não vêem há muito tempo; pode dar-lhe uma massagem ou ousar com um sensual striptease. Não há limites, mas há que caprichar… para ele retribuir em grande estilo também!

Saiam de casa. O “nesting” é um fenómeno que tem ganho cada vez mais adeptos – as pessoas renderam-se ao ficar em casa. Embora isso seja exactamente o que possam estar a precisar de vez em quando, não é o programa ideal para dia sim, dia sim. Façam questão de fazer planos para o fim-de-semana em vez de ficarem o sábado inteiro de pijama a ver televisão: peguem no jornal e vejam que exposições, museus ou feiras podem visitar – algo que desperte o vosso interesse; passem tempo ao ar livre – um passeio a pé pela cidade, no campo ou na praia; combinem uma saída para lanchar com os vossos pais, irmãos ou amigos. Vençam a preguiça e aproveitem tudo o que há para fazer lá fora!

Cuidem-se. Quando é que foi a última vez que viu a sua cara-metade bem vestido e perfumado, pronto para sair? E quando é que foi última vez que você usou um vestido e uns saltos altos para sair com ele? Pois é, as aparências também contam e muito! Fazer aquele pequeno esforço para estar sempre bela e apetecível é uma das formas mais rápidas e eficazes de acabar com a rotina. 

Mais e/ou melhor sexo. Há quanto tempo não vê o seu homem nu? E não, aquela “rapidinha” às escuras de há um mês atrás não conta… Há quem diga que grande parte do sucesso de uma relação se baseia no sexo e não na falta dele. Esta é uma das áreas da vida amorosa que pode rapidamente transformar-se numa rotina desinspirada e até indesejada, por isso mesmo, de vez em quando há que injectar acção debaixo dos lençóis – será uma lufada de ar fresco na relação que dificilmente esquecerá e da qual dificilmente se cansará. Rotina? Qual rotina?

Conversem. Crie o hábito de desligar a televisão à hora de jantar e proporcione outro ambiente para o vosso primeiro encontro no final de mais um dia: ponha a mesa na sala de jantar, acenda algumas velas, ligue música de fundo e abra uma garrafa de vinho. Não sabem do que vão falar? Comecem por dizer um ao outro qual foi o ponto alto e ponto baixo dos vossos dias. A televisão não vai fugir e podem sempre ver o telejornal mais tarde…

Riam. Se rir é o melhor remédio será, certamente, uma boa cura para qualquer rotina. A rotina desencadeia o tédio, o tédio desencadeia a frustração, a frustração desencadeia a discussão e depois há que lidar com a rotina e uma zanga. Lembram-se daqueles bons velhos tempos quando tinham sempre um sorriso nos lábios um para outro? Quando se riam por tudo e por nada, quando se divertiam com pouca coisa? Este género de regresso ao passado é mais do que bem-vindo e uma excelente maneira de rejuvenescer a vossa relação, muito mais do que discutirem sobre coisas banais como quem acabou com o papel higiénico ou quem esqueceu-se de levar o cão à rua.

Comentários (1)
neuza
Domingo, 23/02/2014 - 02:59
Para ler, observar e colocar em pratica.