Siga-nos:

Creme antienvelhecimento: como escolher o melhor?

 
Beleza

Creme antienvelhecimento: como escolher o melhor?

Eles estão em todo o lado e a cada mês há um lançamento novo, sempre com a mesma promessa: este é o melhor creme antienvelhecimento do mercado e depois de o experimentar, não vai precisar de mais nenhum! Mas, como saber qual o creme antienvelhecimento ideal para as necessidades da sua pele? E será que apenas os cremes antienvelhecimento nos podem proteger das linhas de expressão e rugas da idade?

Cremes cosméticos vs Cremes farmacêuticos

A principal diferença entre os cremes cosméticos e os cremes farmacêuticos é que os primeiros não têm valor médico, o que significa que não são alvos de testes e estudos tão rigorosos como os cremes farmacêuticos que são testados e regulados por entidades oficiais, antes de poderem ser vendidos em farmácias. Esta diferença também influencia a eficácia em termos de atuação e os resultados obtidos com cada um destes cremes. Ou seja, na hora de introduzir um creme no ritual de beleza, seja ele qual for, a forma mais correta e eficaz de o fazer passará por consultar um dermatologista – este é o médico que, ao avaliar o seu tipo pele e o estado em que se encontra, lhe poderá indicar o melhor tratamento para a mesma. Claro que se a pele não apresentar nenhuma problemática preocupante e a ideia é mesmo prevenir e/ou atacar os sinais de envelhecimento, pode começar por escolher um creme cosmético que cumpra esse objetivo.

De que são feitos os cremes antienvelhecimento?

O que está efetivamente comprovado é que a eficácia de qualquer creme antienvelhecimento depende em grande parte dos ingredientes que o constituem e, claro, se este se adequa à pele em questão ou não. Alguns dos principais ingredientes responsáveis por atenuar as rugas e melhorar a aparência da pele incluem:

  • Retinol: o primeiro antioxidante a ser utilizado em cremes cosméticos, a sua eficácia está na neutralização de radicais livres, os responsáveis pelos danos nas células da pele e, consequentemente, o aparecimento de rugas.
  • Coenzima Q10 (ou ubiquinona): este ingrediente tem duas funções super importantes – proteger a pele contra danos solares e reduzir as linhas de expressão e rugas dos olhos.
  • Niacinamida: outro poderoso antioxidante, este ingrediente atua ao nível da hidratação da pele, reduzindo a perda de água e melhorando a elasticidade da pele.
  • Hidroxiácidos: os hidroxiácidos alpha, beta e poly são poderosos exfoliantes que removem eficazmente as células mortas da pele, estimulando a regeneração e renovação da pele.
  • Vitamina C: ainda dentro dos antioxidantes – tão importantes na luta contra o envelhecimento da pele – a vitamina C também trabalha no sentido de proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol.
  • Extratos de chá: o chá preto, verde e oolong contêm propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias – essenciais para uma pele sempre jovem.
  • Extrato de semente de uva: para além dos seus benefícios anti-inflamatórios e antioxidantes, este ingrediente promove ainda a regeneração da pele. Mas atenção, nem todas as peles toleram este ingrediente.

Como descobrir o melhor creme antienvelhecimento?

No ritual de cremes de uma mulher, é crucial que exista um creme antienvelhecimento, de preferência altamente eficaz e com resultados visíveis. E como descobrir o melhor e mais adequado creme antienvelhecimento para a sua pele? Há que ter em conta um pequeno conjunto de fatores e ir fazendo experiências:

  • Cremes cosméticos vs cremes farmacêuticos. Regra geral, os cremes antienvelhecimento farmacêuticos contêm concentrações maiores dos ingredientes ativos do que os cremes antienvelhecimento cosméticos, o que significa que os resultados serão, à partida, bastante diferentes.
  • Ler os rótulos. Só assim é possível certificar que o creme antienvelhecimento escolhido contém um ou mais dos ingredientes apresentados acima. Porém, o facto de um creme antirrugas ter 3 dos ingredientes listados não significa que este é melhor do que um creme antirrugas que tem apenas um desses ingredientes. É tudo uma questão de experiências…
  • Experimentar, experimentar, experimentar! Será muito difícil acertar no melhor creme antienvelhecimento para a sua pele à primeira, por isso, há que fazer experiências. Peça amostras, experimente os cremes das amigas, passe na farmácia para experimentar as novidades… mais cedo ou mais tarde irá encontrar o seu creme antirrugas de eleição.
  • Efeitos secundários. Na hora de escolher um creme antienvelhecimento, tenha sempre em atenção que está a escolher um produto que vá de encontro ao seu tipo de pele (seca, sensível, mista…) e às suas necessidades. Uma vez que a sua aplicação é tópica, existe sempre o risco de se manifestarem efeitos secundários como irritações de pele, vermelhidão, borbulhas, manchas ou alergias. Leia sempre o folheto informativo e vá estando atenta àquilo que funciona com a sua pele e àquilo que ela definitivamente não tolera. Quando em dúvida, teste o creme numa pequena zona da pele primeiro.
  • Utilização diária. Para verificar a eficácia do creme antienvelhecimento escolhido e atestar os seus resultados, este terá de ser aplicado diariamente durante várias semanas. Siga sempre a indicação em termos de aplicação do creme, tendo em conta se é um creme de dia ou de noite. Saiba também que se deixar de usar o creme antirrugas, os resultados tendem a desaparecer e a pele voltará ao seu aspeto inicial. Para ser eficaz, um creme antienvelhecimento terá de ser aplicado diariamente e de forma contínua.
  • Custo. A relação qualidade-preço-eficácia não existe no que toca a cremes antienvelhecimento, nomeadamente no sentido em que um creme antirrugas caro não é necessariamente melhor do que um creme antirrugas barato. Mais uma vez – é importante ir experimentando, até porque existem diferentes tipos de pele e um creme antienvelhecimento não funciona da mesma maneira em todos os tipos de pele.

Os melhores amigos dos cremes

Se os cremes antienvelhecimento são, de facto, uma excelente estratégia para retardar os sinais da idade e assegurar uma pele sempre jovem, é igualmente importante que se muna de outras estratégias que também têm um papel decisivo no que toca à eterna fonte da juventude.

  • Proteja-se do sol. O sol é o inimigo número um da pele, sendo o responsável pelo aceleramento do envelhecimento da pele, por isso, assegure uma proteção solar adequada ao longo de todo o ano e limite o tempo que passa debaixo de raios solares intensos.
  • Escolha sempre cremes com proteção solar. Proteger a pele contra o sol também passa por usar sempre cremes hidratantes e/ou antienvelhecimento com proteção solar mínima de SPF15 e preferencialmente com proteção contra os raios UVA e UVB.
  • Um bom creme hidratante é fundamental. Devido à sua consistência e composição, os cremes antienvelhecimento nem sempre são cremes hidratantes, principalmente no tempo seco e frio. A pele seca é uma consequência do inverno, de ambientes muito climatizados ou até mesmo uma característica do organismo, por isso, e para evitar que a própria pele seca comece a secar as células saudáveis do rosto e, por sua vez, crie linhas e rugas de expressão finas, tenha sempre um creme hidratante eficaz à mão. Mas atenção: os cremes hidratantes não são cremes antienvelhecimento (a não ser que tenham ambas as funções), estes mantêm apenas a pele hidratada, prevenindo e disfarçando pequenas rugas e linhas de expressão. Uma boa dica passa por aplicar o creme hidratante de manhã e o creme antirrugas à noite.
  • Beba água. Se os cremes hidratantes hidratam de fora para dentro, o consumo de água hidrata de dentro para fora, por isso, e pela saúde e beleza da sua pele, procure ingerir a dose diária recomendada de H2O (cerca de 1.5 litros/dia) e tenha sempre a pele fantástica!
  • Evite fumar. São vários os efeitos nocivos do tabaco, incluindo uma pele envelhecida prematuramente. Se não sabia, fica a saber que fumar estreita os vasos sanguíneos nas camadas mais exteriores da pele, causando danos no colagénio e na elastina, fibras essenciais para a pele. E o que é que isso significa? Significa que, nas fumadoras, a pele começa a perder firmeza e a ganhar sinais de envelhecimento… tudo de forma extremamente precoce. Ainda vai a tempo de deixar de fumar!  
Comentários (0)